O Voo de Ícaro ou o património perdido no "currículo do futuro"

Maria Helena Damião, Isaltina Martins

Resumen


O apelo ao corte com o passado em nome de um futuro “melhor” está longe de ser novo no discurso educativo. As duas mais recentes passagens de século aproximam-se na ênfase que imprimem a esse apelo, sendo os seus argumentos a mesmanatureza. Situando-se no presente, as autoras deste artigo interrogam a urgência de fazer valer, a uma escala global, o “currículo do futuro” no qual se vê descartado o conhecimento humanístico, artístico e científico dado como “inútil” num mundo tecnológico onde a “felicidade” grassará. De modo particular, analisam o caso da cultura e línguas clássicas, por ser o mais evidente em termos de prejuízo na transmissão de património cultural e civilizacional a que a escola está obrigada. Detêm-se num projecto levado a cabo em Portugal, por parte de investigadores, professores e políticos, no sentido de evitar a sua extinção.


Palabras clave


Discurso educativo; património cultural; currículo escolar; conhecimento escolar; cultura e línguas clássicas

Texto completo:

PDF

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


ISSN: 2530-1012